segunda-feira, 17 de março de 2014

Resposta Book Talk: Opiniões Negativas Sobre Livros

Um dos principais canais literários que acompanho no Youtube é o da Tatiana Feltrin. Esses dias ela postou um vídeo levantando uma questão interessante no mundo da crítica literária: e as opiniões negativas sobre os livros? 


De fato é comum que opiniões divergentes acabem causando situações de conflito em todos os âmbitos da vida, muitas vezes com total falta de respeito. Com os livros não é diferente. É claro que, especialmente no facebook, naqueles grupos de leitores, fica evidente que muitas pessoas falam mal de determinada obra com a única intenção de criar discussão, sem ao menos um argumento plausível. Querem apenas "causar". Mas e quando nós realmente não gostamos de um livro, como agir? É melhor fingir que nada aconteceu ou vale ser sincero e explicar as razões pelas quais aquela obra não nos agradou?

Como sugerido pela Tati, vou aproveitar o vídeo dela e responder as questões propostas.

1. Opiniões negativas de outros sobre um determinado livro já te fizeram desistir de comprá-lo ou de lê-lo?

Depende. Se era um livro que eu já conhecia e já tinha vontade de ler, não são criticas negativas que vão me fazer desistir da leitura/compra. Já comprei e gostei de vários livros que possuem criticas negativas em resenhas do Skoob, por exemplo, e que eu gostei. Defendo a ideia de que gosto e opinião é algo muito pessoal e nada nesse mundo agrada a todos... Se caso eu leia e também não goste, pelo menos matei minha curiosidade e tive base para formar uma opinião própria, sem me deixar levar apenas pela visão de outras pessoas.

Por outro lado, da mesma forma que já me interessei por vários livros que nunca ouvi falar através de resenhas positivas, se vejo alguma negativa na mesma situação pode acontecer daquele livro ir parar no limbo das minhas futuras leituras, a menos que a sinopse chame muito a minha atenção, o que é raro.

2. Mesmo quando você discorda da opinião negativa de alguém, você costuma levar essas opiniões em consideração e repensar determinados aspectos de um livro do qual gosta? Ou simplesmente descarta essa opinião de terceiros?

Quem é a pessoa e qual é essa opinião negativa? Ela é bem argumentada? Se for algo do tipo "achei a história muito água com açúcar" ou "não gosto desse autor", eu descarto. Essas opiniões entram na questão pessoal e das preferências de cada um. Agora, se eu perceber que a pessoa parece ter um bom senso crítico e está, no mínimo, familiarizada com a literatura (costuma ler com frequência), eu ouço com atenção e procuro enxergar os aspectos apontados. Provavelmente isso não mudará minha opinião sobre o livro, mas sou totalmente capaz de enxergar e reconhecer esses aspectos, tendo até uma discussão saudável sobre a obra.

3. Se você tem um blog ou um canal no youtube, qual é a sua política pessoal sobre livros que leu e dos quais não gostou? Você deixa de falar sobre esses livros? Ou, fala, mas mede as palavras ao criticá-los negativamente?

Comecei o blog há pouco tempo e até o momento fiz pouquíssimas resenhas perto do número de livros que já li. Sendo assim, venho fazendo resenhas de livros que gostei bastante ou daqueles que a leituras são mais atuais. Entre essas resenhas, mesmo não tendo nenhuma totalmente negativa do tipo "não gostei de nada desse livro", eu não me privo de apontar uma coisa ou outra que não me agradou durante a leitura. Por exemplo quando acho que o livro tem alguns trechos arrastados/enrolados, ou quando a história é um tanto monótona ou confusa, eu não deixo de comentar. Confesso que não é agradável, mas não acharia justo expor uma opinião falsa ou com passagens omitidas. Deixando sempre claro que esses comentários são sobre a minha opinião. Ainda não passei pela experiência de fazer uma crítica técnica sobre algum livro, que poderia ir além da questão de gosto.


Bom, por enquanto é isso.
A Tati já falou bem sobre o assunto no vídeo, no momento não tenho muito a acrescentar. E se alguém quiser conversar comigo sobre o assunto, tem todo direito de acusar um livro de ser uma porcaria, desde que justifique adequadamente essa opinião.

Nenhum comentário:

Postar um comentário